Internacional

1ST International Congress World Deaf Tech, Mexico 2016

O presente trabalho visa elaborar um meio pedagógico de ensino de informática para alunos surdos no mundo. Um dos principais pontos a serem desenvolvidos é a aplicação de uma metodologia de ensino da linguagem de programação,Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados e outros de modo a colaborar com o aprendizado dos alunos surdos.Esse projeto irá oferecer aprendizagem desenvolvimento melhoras aos surdos com dificuldade de acesso a esse tipo de conhecimento, com códigos escritos pelos desenvolvedores de programação, passando a um possível entendimento visual código de Língua de sinais internacional e pseudocódigo com utilização da linguagem intermediária o que torna um meio de entendimento da linguagem falada e a conhecimento linguagem de programação. Um projeto semelhante já vem sendo desenvolvido pelo site Deaf Code Project cujo significado em português é Projeto de código de surdos, e que visa colaborar com a divulgação e ensino da tecnologia da informação na comunidade surda no mundo, e servirá de conteúdo de pesquisa para desenvolvimento deste projeto.Diante desta perspectiva a linguagem da programação passa a ser o idioma intermediário, de conexão com o mundo contepoaneo e com o futuro. Através da linguagem, dos códigos, algoritmos, o aluno passa a ampliar sua dimensão de mundo, facilitando também o convívio social.

DeafIT conference 2018, Munique em Alemanha

Surdos que conhecem o idioma local e a Língua de Sinais Internacional podem seguir esses cursos sem encontrar a barreira de comunicação que são frequentemente encontradas na rede, onde conteúdo em áudio exclui visitantes surdos. Essas barreiras podem às vezes ser um obstáculo ao crescimento profissional dos surdos, desencorajando-os de procurar novo conteúdo para se capacitar para seu crescimento profissional no setor de TI. Nesta conferência Joaquim Amado (Brasileiro), Alexey Prikhodko (Russo), Uta Meißner(Alemã) e Manuel Gnerlich (Alemão) apresentaram a importância do reconhecimento facial e as oportunidades que a inteligência artificial e Depp learning vêm oferecendo à comunidade surda. É muito importante ajudar a comunidade surda, pois quase a maioria tem problema com idiomas, então o avatar pode ajudar com acessibilidade. Podemos pensar em ideias como pesquisar no google por reconhecimento facial. Nisso, a Hand talk pode nos ajudar a fim de melhorar isso. Durante a Conferência, pesquisadores suíços e japoneses demonstraram o funcionamento do reconhecimento facial e a necessidade de pesquisas nesta área. Estas pesquisas auxiliam a demonstrar melhor as emoções no Hand Talk auxiliando ao melhor entendimento da comunidade surda. A apresentação do grupo WDT na Conferência teve grande repercussão sobre a importância do Hand Talk e a necessidade de melhorar o reconhecimento facial, e um melhor esclarecimento das emoções que o avatar pretende passar, garantindo melhor compreensão para os surdos brasileiros e de todo o mundo.

Nacional

Seminário de acessibilidade e tecnologia assistiva para pessoas surdas e com deficiência auditiva : Eu e minha parceira Patricia Senise Gomes estávamos na apresentação da Hand Talk e foi excelente, foi uma honra tornar acessível com Interprete virtual e também aplicativo da Hand Talk sobre os avanços e desafios na acessibilidade e tecnologia para pessoas surdas no Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência em Brasília DF acontece dia 27 de setembro de 2019.

 Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002 Reconhece a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como uma Língua Oficial no Brasil.
 Decreto nº 5.626, de 22 de dezembro de 2005 CAP VIII : É determinado que o Poder Público, as empresas concessionárias de serviços públicos e os órgãos da administração pública federal, devem garantir às pessoas surdas o tratamento diferenciado, por meio do uso e difusão de Libras, bem como o acesso às tecnologias de informação.
 Decreto nº 186, de 2008 Aprova o texto da Convenção das Pessoas com Deficiência, além de urgir as entidades privadas que oferecem serviços ao público em geral, inclusive por meio da internet, a fornecer informações e serviços em formatos acessíveis, que possam ser usados por pessoas com deficiência.

360 milhões de deficientes auditivos no mundo OMS – Organização Mundial da Saúde
Fonte: https://news.un.org/pt/story/2013/02/1430001-oms-afirma-que-360-milhoes-sofrem-de-perda-de-audicao-no-mundo

9,7 milhões no Brasil CENSO IBGE 2010
Fonte: https://censo2010.ibge.gov.br/noticias-censo?id=3&idnoticia=2125&t=censo-2010-escolaridade-rendimento-aumentam-cai-mortalidade-infantil&view=noticia

80% dos surdos no mundo são analfabetos ou semi-analfabetos e dependem da Língua de Sinais para se comunicar e obter informação.
Fonte: http://blog.handtalk.me/5-fatos-comunidade-surda-libras/

Seminário “Empresas e Pessoas com Deficiência na inclusão para além das cotas”. Muito honrado por participar desse seminário em Joinville SC dia 26 de setembro em 2019. É importante falar sobre inclusão de pessoas com deficiência no mundo do trabalho e eliminação das barreiras de comunicação entre colegas surdos e ouvintes também como entre comunicar surdos e cegos.

O personagem da educação: Tecnologia e acessibilidade de inclusão no evento no IFSP Campus Cubatão SP em comemoração ao Dia Nacional setembro Azul: “O universo surdo e suas tecnologias.” Tecnologia e acessibilidade de inclusão.” A inclusão das pessoas surdas é um ativo importante para a visibilidade social nas empresas. Foi excelente. Hoje, 26 de setembro em 2019, é o dia nacional do surdo, você sabia? Você sabia?Muito orgulhoso em mostrar como exemplo que temos potencial pra isso.

Na minha palestra online no Evento Tech&&Beer em Porto Alegre falei sobre o Hand Talk , foi excelente. Muita honra em ser acessível sem barreiras acontece dia 14 de setembro de 2019.

Aconteceu workshop Glossário informática em Libras em UFRRJ Nova Iguaçu RJ 2018 e foram excelentes as interações e a comunicação do glossário de informática em LIBRAS disponibilizando ferramentas e conhecimento técnico à comunidade surda e intérpretes de Libras. É desenvolver e incentivar pesquisas para criação de novos sinais e existentes de sinais de informática para divulgar na educação básica e no ensino superior.

Minha palestra é sobre o tema da Acessibilidade, Reconhecimento Facial e Inteligência Artificial com Hand Talk. É muito honra tornamos os seus sites acessíveis tanto na rede quanto no celular, traduzindo conteúdos para Língua de Sinais com Hand Talk automaticamente, como no evento The Developrs Conference em Belo Horizonte aconteceu na dia 13 de Junho de 2019.

Eu apresentei palestra com título Capacitação profissional do Surdo na área de Tecnologia da Informação: ferramentas de aprendizagem e trilha Diversidade no evento TDC Recife, foi excelente. É importante falar sobre inclusão de pessoas com deficiência no mundo do trabalho e eliminação das barreiras de comunicação entre colegas surdos e ouvintes também como entre comunicar surdos e ouvintes acontece dia 12 de outubro de 2019.

Deaf Developers visa a Acessibilidade ao mercado de trabalho e a comunicação ouvintes e surdos interação nas empresas acontece dia 30 de novembro de 2019 no The Developers Conference em Porto Alegre

A Diversidade Social e integração na sociedade como Deaf Developers e profissional de TI no mercado de trabalho acontece dia 30 de novembro de 2019 no The Developers Conference em Porto Alegre.

Deaf Code Project é para os que desejam adquirir conhecimento, se aprofundar no tema e iniciar novos desafios com estudo de linguagem de programação e afins acontece dia 30 de novembro de 2019 no The Developers Conference em Porto Alegre.

“Aplicativos para os surdos: reduzindo as desigualdades e barreiras impostas na comunicação”, na qualidade de palestrante, na II Semana de Educação, Tecnologia, Ciência e Cultura – Semana ETC pelo Instituto Federal do Rio de Janeiro – campus Niterói, realizada de 16 a 19 de outubro de 2018.

Criar novos sinais de informática nos conceitos de linguagens de marcação e programação, banco de dados, rede social e outros, para possibilitar entendimento e comunicação eficaz entre as pessoas. O presente projeto trata do ensino da informática para alunos surdos no mundo, e se propoe a colaborar com o desenvolvimento desses alunos com projeto pedagógico de informática, mais especificamente linguagem de programação e afins. Espero a partir desse trabalho criar um projeto o adequado para glossário de Informática em Libras aumentando a possibilidade do aluno surdo ser inserido em uma sociedade competitiva, onde a sinais de informática é fundamental para se atingir o progresso com um desenvolvimento mais rápido. Ambiente virtual contendo práticas de processos e contexto e conceito de palavras sinais para glossário de Informática em Libras que ofereçam contribuições para a área de informática. Disponibilidade para surdos conhecimentos na área da informática para libras no o Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES) promove o Congresso Internacional e o Seminário Nacional COINES acontece dia 26, 27 e 28 de novembro em 2017.

Capacitação Profissional do Surdo na Área de Tecnologia de Informática uma ferramenta computacional é essencial para educação informática em todos os níveis, então pode ser tradicionalmente marcado como “Tecnologia da Informação” que o presente trabalho visa elaborar na possibilidade de dizer que ” Como aprender informática para um melhor mercado no futuro” para surdos no mundo. Um dos principais pontos a serem desenvolvidos é a aplicação de uma metodologia de ensino da linguagem de programação, Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados e outros de modo a colaborar com o aprendizado dos alunos surdos acontece minha palestrante no Encontro de Surdos Universitários, no dia 12 de agosto de 2017, Santos/SP

É muito importante ter a possibilidade de uma ferramenta computacional, pois pode ser essencial a educação da informática em diversos níveis. Pois podemos nos esforçar pela possibilidade de um desenvolvimento eficaz para a criatividade, inovação, acessibilidades, tecnologia e cidadania. Neste podemos pensar uma ideia, pois há possibilidade que pode ser criar software, quando pode ser desenvolvimento, pois pode haver mercado como tecnologia da Informação para entender Algoritmo , Lógica de Programação, Portugol e Pseudol inguagem. Se entender eficaz, então podemos começar por fazer programação, mas se quiser escolher qualquer Linguagem de Programação, somente é essencial a implementação quando puder funcionar sobre isso, pois há possibilidade de desenvolvimento de processo de ensino-aprendizagem eficaz, então pode haver conhecimento de desenvolvimento de esquemas de Fluxograma acontece I CONGRESSO DE ACESSIBILIDADE E INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO DO IFSP CUBATÃO – 9,10 E 11 de novembro de 2016

O presente trabalho visa elaborar um meio pedagógico de ensino de informática para alunos surdos no mundo. Um dos principais pontos a serem desenvolvidos é a aplicação de uma metodologia de ensino da linguagem de programação,Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados e outros de modo a colaborar com o aprendizado dos alunos surdos.Esse projeto irá oferecer aprendizagem desenvolvimento melhoras aos surdos com dificuldade de acesso a esse tipo de conhecimento, com códigos escritos pelos desenvolvedores de programação, passando a um possível entendimento visual código de Língua de sinais internacional e pseudocódigo com utilização da linguagem intermediária o que torna um meio de entendimento da linguagem falada e a conhecimento linguagem de programação. Um projeto semelhante já vem sendo desenvolvido pelo site Deaf Code Project cujo significado em português é Projeto de código de surdos, e que visa colaborar com a divulgação e ensino da tecnologia da informação na comunidade surda no mundo, e servirá de conteúdo de pesquisa para desenvolvimento deste projeto.Diante desta perspectiva a linguagem da programação passa a ser o idioma intermediário, de conexão com o mundo contepoaneo e com o futuro. Através da linguagem, dos códigos, algoritmos, o aluno passa a ampliar sua dimensão de mundo, facilitando também o convívio social nos dias 17 e 18/07/2015 ocorreu no Rio de Janeiro (RJ), no auditório da INFNET, um evento do FESAI (Fórum de Estudos dos Surdos na Área de Informática)